Em quatro dias, ex-prefeito de Canapi desviou mais de R$ 8 milhões, aponta PF

Data: 10/05/2018


O ex-prefeito de Canapi, Genaldo Vieira, é investigado pela Polícia Federal suspeito de desviar, em quatro dias de sua gestão, aproximadamente R$ 8,6 milhões dos recursos recebidos a titulo de precatório do antigo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental (Fundef) pelo município, na região do Sertão de lagoas. O ex-advogado e ex-secretário de Vieira também são apontados como envolvidos nas fraudes.

Segundo as investigações da PF, o ex-gestor de Canapi se utilizava de empresas para fraudar licitações. As fraudes apuradas pela Polícia Federal seriam em licitações de recuperação de estradas vicinais, serviços de limpezas de fossas, reparo de telhados, fornecimento de cestas básicas e transporte escolar. A PF não confirmou se os serviços chegaram a ser prestados.

Deflagrada nesta quinta-feira (10), a ação é um desdobramento da operação Triângulo das Bermudas, que prendeu Celso Luiz Tenório Brandão, também ex-prefeito da cidade. O objetivo era debelar a organização criminosa montada em Canapi.

Ao todo, foram cumpridos hoje 11 mandados de busca e apreensão, três ordens de sequestro nas cidades de Canapi, Delmiro Gouveia, Tanque d’Arca, Marechal Deodoro e Maceió.

Os envolvidos foram notificados a pagar fianças que variam de R$ 10 mil a R$ 100 mil.

As empresas investigadas são a Sonibras, Claudia Soares Pedrosa LTDA, JL de Macedo Neto LTDA e KAP Locações e Serviços.

 

 

Fonte: TNH

You may also like