sexta-feira , janeiro 19 2018
Home / Últimas Notícias / Mulheres de Penedo fazem sucesso bordando cenários do Velho Chico

Mulheres de Penedo fazem sucesso bordando cenários do Velho Chico

Data: 12/01/2018

 

Quem passa pelas ruas da histórica Penedo costuma encantar-se com casarões e igrejas coloniais que ricamente compõem o cenário da cidade histórica. O que muita gente não imagina é que, além da beleza dos prédios, paços e monumentos, a cidade é berço de artistas e artesãos que produzem belezas nas mais variadas técnicas, contribuindo ainda mais com a cultura da cidade.

Entre esses artistas tão primorosos estão as bordadeiras da associação Pontos e contos. Como o próprio nome diz, o grupo tece estórias e lendas em bordados cuidadosamente preparados por mulheres que passaram a dedicar seu tempo a transformar peças de roupas em verdadeiras obras de arte.

O sucesso das roupas é crescente e atrai clientes de todo país. Nos bastidores, 40 pessoas trabalham diariamente costurando, desenhando e bordando blusas, batas, vestidos, saias e roupas de cama e mesa. O projeto ganhou vida após a passagem da artista Sávia Dumont, que ajudou as bordadeiras a enxergar a própria identidade e transpor as paisagens em torno do Velho Chico para os tecidos.

“Antes a gente só bordava flores. Ninguém dava valor porque todo mundo fazia a mesma coisa. Depois da passagem da Sávia [Dumont] tudo mudou. A partir de então temos Genilson, o único homem do grupo, elaborando os desenhos e nós, bordadeiras, colocando as ideias nas roupas”, explica Josete da Silva de Liro, bordadeira.

Os bordados são variados e contam estórias e lendas famosas do Rio São Francisco. Sereias, vaqueiros, barcos, pescadores, casas, igrejas, cirandas, crianças brincando, bem como eventos que são tradicionais no calendário da cidade como a procissão do Bom Jesus dos Navegantes. Todos os cenários viram obras de arte nas mãos cuidadosas das bordadeiras.

Entre os objetivos atuais, o grupo vem trabalhando firme para melhorar a linha de produção com a aquisição de maquinário para costurar as roupas e consolidar as vendas pela internet. Uma peça chega a levar três dias inteiros de trabalho e pode passar por várias mãos até ficar pronta. Um trabalho coletivo que serve de exemplo pela capacidade de agregar pessoas e valores.

“Todo mundo faz um pouco de tudo, seja para bordar ou para vender, ajudar na organização das feiras, nas contas, até na faxina do prédio. Hoje, todas essas pessoas vivem da renda gerada dos bordados, o que é motivo de grande orgulho e satisfação para cada uma de nós”, afirma Josete.

Serviço:

Contos & Pontos

Praça Marechal Deodoro, nº 39, Penedo/AL

Horários: De segunda à sexta, das 8 às 17h. Sábados, das 8 às 12h.

Contatos: 82 – 9/9925-7768 ou 3551-4491

Fonte: Assessoria